Basquete feminino | Haja gasolina e pedágio

Fala, pessoal!

Esse final de semana ocorreu uma força tarefa para seguir as redes sociais da liga de basquete de feminino (LBF) e o pessoal teve um crescimento significativo. Pois bem, estava dando uma volta no site da federação paulista e gostaria de expor para vocês alguns pontos que achei curiosos – são bem óbvios, mas colocando um pouco mais de luz, é bizarro como nos acostumamos com absurdos.

Basquete feminino, como muitos sabem, é bastante negligenciado, então enquanto fui buscar uma informação específica, já me dei de cara com outros problemas. Veja abaixo:

Categorias masculinas e femininas

Já de cara vemos que o feminino tem 2 categorias a menos (Sub-12/16). Ou seja, imagina que cada uma dessas categorias excluídas tivessem 5 times e cada time 12 jogadores. Estamos falando de 120 atletas que poderiam estar consumindo o esporte, familiares e amigos dessas 120 atletas em contato com o esporte e todo esse pessoal a mais sendo exposto a marcas e patrocinadores.

Nossa, mas só 5 times por categorias, não é muito pouco?

Pois, aí quando você entra em cada uma dessas categorias, existem no máximo 6 times. São 24 equipes distribuídas em 5 categorias (média de 4,8 equipes por categoria). Mas você pode estar se perguntando: o que isso tem a ver com o título da matéria?

Agora sim vamos entrar no assunto. Vou focar apenas nas categorias Sub-13/14/15, mas o comportamento é similar nas restantes. Caro leitor, veja abaixo como é a distribuição dos times pelo estado de SP:

Distribuição das equipes Sub-13
Distribuição das equipes Sub-14
Distribuição das equipes Sub-15

Tem muita coisa que pode-se tirar dessas distribuições, mas, caro leitor, coloque o chapéu de gerente do time, a pessoa responsável por administrar custos (salários, alimentação, bolas, aluguel de quadra, transporte, ajuda de custo….). Imagina o quanto de gasolina que é gasto para se deslocar para qualquer canto, depois imagina os pedágios, em seguida multiplica por 2 porque tem a volta do jogo, e por fim, lembre-se que foi apenas um jogo, tem outros para acontecer tão distantes quanto.

Agora que o gerente levantou todos esses custo, ele precisa de apoio financeiro e vai nas empresas buscar patrocínio. Então, caro leitor, vamos tirar o chapéu de gerente e colocar o de empresário. Olhamos agora para o retorno financeiro, puro e simplesmente. O empresário olha o valor, em seguida olha o público que vai ter sua marca vista e, muita vezes, chega a conclusão que não vale a pena.

Mas antes de nos revoltarmos com o sistema atual, volte e reflita que estamos no estado mais rico da federação, com a maior prática de basquete, com meios públicos de locomoção mais amplos e, mesmo assim, temos no máximo 6 times por categoria (e não são todas as categorias). Deveríamos estar cobrando quem, empresas ou organizadores do campeonato?

Sei que não é o melhor momento para cobrar nada, mas enquanto vejo uma grande movimentação em prol da LBF, acho igualmente importante uma movimentação na base. Sim, o profissional é importantíssimo para dar perspectiva de futuro para os atletas em desenvolvimento, mas a base precisa ser tratado com mais responsabilidade.

Sinceramente não sei se existe um profissional dentro das federações responsável por, ativamente, ir atrás de potenciais times para participar dos campeonatos, ou se isso é feito passivamente e parte dos clubes o interesse, mas de qualquer forma, eu sugiro que todas as federações marquem um call com a federação catarinense e perguntem: como que vocês fazem isso? Veja abaixo, caro leitor:

Então, além de seguir a LBF, procurem cobrar de suas federações por um trabalho mais sério e eficiente. Como sugestão de rede social, recomendo o Basquete Feminino.

Lembrem-se: a última medalha em mundial de base e olimpíadas é feminina.

Então é isso, pessoal, um abraço e até a próxima!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s