Seleção Brasileira Sub-15F | Quem merece ser lembrada?

Fala, pessoal!

Conforme fiz com os meninos (leia aqui), dessa vez irei apresentar alguns nomes interessantes do basquete feminino que valem a pena serem lembrados nas convocações das nascidas de 2005.

Para desenvolver esse texto, contei novamente com a participação de uma técnica, que inclusive me ajudou na matéria do “Avalie esse Quinteto” (clique aqui). Mais uma vez, muito obrigado!

Antes de apresentar as atletas, gostaria de fazer a mesma ressalva que fiz no post dos garotos. Ser convocada para uma seleção brasileira é muito legal, mas não ser lembrada não quer dizer que não está fazendo um bom trabalho, e muito menos que não está sendo observada. O processo tem seus defeitos e há pouca informação disponível para se ter uma visão completa de todos os talentos. Esse é só um dos muitos caminhos possíveis na busca pelo desenvolvimento de suas habilidades no basquete, ok?

E mesmo nesse post, muitas atletas interessantes ficarão de fora, então não deixe de mencionar nos comentários para aumentar nossa base de conhecimento.

Bóra lá!

Luiza Fernandes (São José dos Campos)

Ala/armadora e canhota, a atleta é forte, rápida e tem média de 13 a 18 pontos por jogo no campeonato paulista. Além de se destacar ofensivamente, é também uma ótima defensora. Uma jogadora bem completa.

Isabelly Hadassa (São José dos Campos)

A armadora traz na bagagem o prêmio de cestinha e do maior número de assistências do Campeonato Brasileiro de Clubes (CBC). Arma com ótima visão de jogo e boa infiltração. Muito ágil ofensivamente e contribui demais com construções táticas.

Mariah Luiza (Tupã)

Jogadora forte e completa. Ótima defensora, joga limpo e forte no ataque. Muito bem fundamentada.

Larissa Rodrigues (São José dos Campos)

A ala/pivô é forte e se posiciona muito bem na função. Ótimo fundamento do step 0 e pé de pivô, joga de costas pra cesta e também de frente, além de ter uma boa infiltração. Defensivamente fecha o garrafão e é muito boa de grupo.

Diana Millena (Centro Olímpico)

A armadora é muito agil, habilidosa e tem ótima tomada de decisão.

Leticia Souza (São José dos Campos)

A ala/armadora é uma atleta muito fundamentada e decisiva. Ótima arremessadora, média alta de acertos em arremesso de 3 pontos e tem muita consciência e obediência tática.

Eduarda Maceno (São José dos Campos)

A ala/armadora tem uma das melhores defesas do campeonato paulista, muita precisa em contra ataques, agilidade no ataque e tomada de decisões.

A treinadora menciona que a seleção sub-14 foi bem dividida, porém não levou nenhuma atleta de São José dos Campos, que havia sido vice campeã paulista em 2018. E ela conclui:

Acredito que todas essas jogadoras citadas tem condições de representar o Brasil na seleção Sub-15. A geração é muito boa.
Os demais nomes que conheço, foram convocadas na seleção sub-14.

Caro leitor, concorda com os nomes mencionados? Conhece outras garotas que poderiam ser cogitadas também?

Deixem seus comentários abaixo que adoraria conhecer mais atletas.

É isso, pessoal, um abraço e até a próxima!

4 comentários Adicione o seu

  1. Regina Oliveira disse:

    Porque só meninas de SP?
    Temos muitos talentos no projeto mangueira do Futuro e uma delas é a Ana Vitória, a Vivi.
    Fica a dica para que vcs possa pesquisar a trajetória dessa atleta. Ela já foi convocada pela seleção brasileira só que ela era uma.das novas e foi logo desligada.

    Curtido por 1 pessoa

    1. BBallBase disse:

      Bom dia, Regina! Esse é o ponto, que inclusive mencionei no texto. Temos pouco acesso aos diversos talentos do Brasil. Por isso que é interessante as recomendações, principalmente de quem nunca foi convocada.
      Abs!

      Curtir

  2. Gilmar da Silva disse:

    Desculpa mais uma vez só meninas de São Paulo, o basquete feminino de base existe fora de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco e Espírito Santo tem ótimas jogadoras nesta categoria, só olhar os resultados das competições sub 14 feminina no ano de 2019.

    Curtido por 1 pessoa

    1. BBallBase disse:

      Bom dia, Gilmar! Exatamente, esse é um dos pontos que quero levantar, tanto no masculino quanto no feminino. Não existe integração e conhecimento do que acontece nos Estados.
      Por favor, deixe alguns nomes interessantes para que possamos conhecer também.
      Abs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s